Por que sonhamos?


Mulher dormindo

Todos nós sonhamos, todos os dias, durante o sono. Mas, por que isso acontece? Essa é uma pergunta bastante curiosa, cheia de assuntos e teorias envolvidas que tenta explicar o quê, de fato, não tem uma explicação e fundamentação comprovada.

Há muitos cientistas e pesquisadores que dedicaram e dedicam um certo tempo de sua vida estudando sobre o assunto, tentando buscar uma explicação para os sonhos, por que eles acontecem. Na verdade, tudo que é referente a mente humana é algo difícil de ser explicado: o cérebro e suas funções é como se fosse um “terreno que poucos pisam”, ou seja, não é tão fácil de ser analisado.

Mulher dormindo (Foto: Getty Images)

Sigmund Freud, o Pai da Psicanálise

Sigmund Freud, conhecido como o pai da psicanálise, escreveu o livro “A Interpretação dos Sonhos”, publicado em 1899, tornando-se um marco na história da psicanálise, no qual aborda os mecanismos psicológicos dos sonhos e suas influências. Segundo ele, o sonho é “o caminho para o conhecimento do inconsciente”. E ele estava coberto de razão em sua afirmação. Os sonhos estão longe de serem interpretados e decodificados com total certeza, mas é através deles que nos aproximados do inconsciente da nossa mente. Ainda, para Freud, os sonhos são as manifestações de desejos reprimidos, guardados lá no fundo da nossa consciência.

Sigmund Freud (Foto: Getty Images)
Sigmund Freud

Porém, anos e anos depois, com os estudos de novos cientistas e pesquisadores, as coisas mudaram: novas visões, novas possibilidades, novos caminhos surgiram. Por exemplo: é constatado que bebês sonham, ou seja, como é que os bebês podem ter desejos reprimidos? Não que não as teorias de Freud estejam erradas, mas que há outras hipóteses e fatos que levam a novos estudos e descobertas, isso é fato. Claro, na época de Freud, não se tinham tantos recursos como se tem hoje. O mundo é outro, com total modernidade para técnicas e estudos.

Por que sonhamos?

Todo ser humano sonha: há aqueles que sonham menos, outros mais. Aqueles de sono leve, os de sono mais pesados. Não tem como escapar: os sonhos fazem parte da nossa vida, da nossa realidade.

Eles são decorrentes dos estímulos dos nossos sentidos, sejam internos ou externos, do nosso subconsciente. Alguns cientistas dizem que os sonhos são gerados pelas perturbações do sono, sejam de transtornos comuns do dia-a-dia, transtornos psíquicos, transtornos gerados por uso de medicamentos…  Há muitas possibilidades e afirmações que circundam em torno desse assunto tão abrangente: o por que dos sonhos!

Mulher sonhando (Foto: Getty Images)

Muitas vezes, os sonhos que temos durante à noite são influenciados pelos acontecimentos do dia-a-dia, pensamentos vagos que temos no intervalo de nosso trabalho, ou até mesmo de nosso descanso. Se temos um dia corrido, cheio de afazeres, por um momento nos sentimos cansados e pensamos em descansar, em nossa cama. Durante o sono, podemos sonhar que estamos em uma ilha, deitados naquelas cadeiras de praia, relaxando. Isso pode ser o subconsciente, desejando descanso, férias…

Por vezes temos sonhos sem coerência alguma: voamos, somos super heróis, invisíveis… E só nos damos conta de que aquilo foi um sonho quando acordamos, pois durante o sonho, é como se fosse normal. O nosso cérebro, durante o sonho, produz ondas delta, que são vibrações emitidas durante o sono profundo.

É no sono REM (Movimento Rápido dos Olhos) que temos os chamados “sonhos vívidos”, que é quando o cérebro bloqueia os neurônios motores, impedindo de fazermos movimentos reais do que estamos sonhando. Em algumas pessoas, esse bloqueio não se dá completamente: se você estiver do lado de uma pessoa que está sonhando chutando uma bola, pode ser que ela, inconscientemente, chute você, mas claro, com uma intensidade menor. A fase do sono REM é quando o nosso corpo está praticamente paralisado, apenas o cérebro está ali a todo vapor!

Criança sonhando (Foto: Getty Images)

Quando queremos algo com muito desejo ou quando pensamos em algo que não nos faz bem por muito tempo, por exemplo, a chance de sonharmos com isso é alta, porque a nossa mente processa essas informações e durante à noite, que é o período que estamos mais relaxados, dormindo, esses pensamentos vem à tona e aí acabamos sonhando.

Muitos dizem que sonhos são premonições, que querem nos avisar que algo está para acontecer, ou que sonhos são bobagens da nossa mente, ou até mesmo que os sonhos são surreais. Há muitos fatores e opiniões em torno disso, mas o que é certo mesmo é que todos nós, seres humanos, sonhamos. Alguns gostam de sonhar, outros não. Mas dele, o sonho, não temos como escapar!

 

5.00 avg. rating (82% score) - 1 vote
Anterior Dicas de limpeza de notebooks
Próximo As 10 atrizes mais bonitas de Hollywood atualmente