Cor preta esquenta mais que a cor branca

Cor preta esquenta mais que a cor branca. Clique na imagem para ampliar.

Você já parou pra se perguntar por que roupas pretas sempre acabam esquentando mais que roupas brancas?

Na sua época de colégio, você provavelmente deve ter aprendido que a cor branca, na verdade, é obtida através da mistura de todas as cores – quem aqui já fez o experimento com a cartolina pintada de várias cores que, rodando, se transformavam na cor branca? – enquanto que, em contrapartida, a cor preta é a ausência total de cor. Porém, se a cor vem da luz, a cor branca então “absorve” todos os espectros (e a cor preta não deixa transparecer nenhum espectro).

Nesse caso, tudo se torna meio contraditório… se a cor branca absorve todos os espectros de cor (vindas da luz), porque diabos ela não esquenta mais que a cor preta, que em tese “reflete” todos esses espectros?

Eu também já tive essa dúvida… mas as coisas não funcionam bem assim. Embora a cor seja uma reação da luz, cor e luz são coisas diferentes. A luz é energia, enquanto a cor nada mais é que uma reação – reflexo – dela. Se a cor também fosse energia, não existiria daltônicos, pois a energia não “muda” de pessoa pra pessoa. Tá dando pra entender até agora? Resumindo, a cor nada mais é que um reação da luz – e não a luz propriamente dita.

Portanto, a cor branca, por já conter todos os espectros, acaba refletindo qualquer incidência da luz nela, como um verdadeiro espelho.

Pra entender melhor, imagine uma festa de camisa colorida. Sim, aquelas mesmo, de “povão”, mas com umas regras diferentes: o salão deve ser enchido com uma quantidade exata de cada cor, e se você chegar com aquela cor depois da festa, é obrigado a voltar pra casa. Mas se chegar com uma camisa de cor diferente, pode ficar na porta do salão fazendo burburinho.

Daí digamos que a festa seja pra formar a cor “verde”: um monte de gente com camisa azul e amarela entra na festa e enche o salão nas proporções corretas, mas quem chegar pra formar a cor depois que o salão estiver cheio volta pra casa – ou seja, é refletido – enquanto o restante do pessoal fica se movimentando na porta do evento, gerando calor – em bom português, gerando energia térmica.

Já deu pra entender, né? Se a cor a ser formada for a cor branca, o salão já está cheio de todas as cores – obrigando todo mundo que veio pra festa depois a voltar pra casa. Já com a cor preta é o contrário: o salão fica vazio, mas ninguém tem o direito de entrar. Como a luz não é refletida pela cor preta, ela se transforma em energia térmica, deixando a gente com aquela sensação de abafamento ao usar roupa preta em um dia ensolarado. O mesmo ocorre com carros: evite a qualquer custo sentar no capô de um carro em um dia ensolarado, com o risco de sofrer uma queimadura “daquelas”!

Agora que você já sabe porque a cor preta esquenta mais que a cor branca, já pode explicar para aquele seu amigo metaleiro porque ele sente tanto calor quando sai com a camisa da banda predileta dele na rua!

Quer receber mais novidades e promoções exclusivas? Digite seu email!

Curtiu? Compartilhe isso com seus amigos!

Por que objetos na cor preta esquentam mais que na cor branca?
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)